Diversão em família: o que fazer em uma viagem para Alter do Chão?

Powered by Rock Convert

Imagine que você e sua família podem conhecer um dos 10 destinos mais cobiçados do mundo  e o melhor, sem precisar sair do Brasil! Se o seu olho brilhou com a ideia, pare tudo o que está fazendo agora para ler as nossas dicas de viagem para Alter do Chão.

Para você organizar a sua viagem, vamos começar pela localização desse paraíso.

Conhecido como Caribe Amazônico, Alter do Chão está na região oeste do Pará, no município de Santarém. O visitante chega via aeroporto e o tempo para ir de Alter até Santarém é de aproximadamente 20 minutos.

Suas famosas praias de água doce, localizadas às margens do Rio Tapajós, atraem turistas de todas as partes do país e do mundo, que se impressionam com suas águas claras e a areia branquinha. Entre as mais famosas estão as que cercam o Lago Verde e a Ilha do Amor. Já a Ponta do Cururu é um balneário mais isolado.

Se você já decidiu que Alter do Chão será o seu próximo destino, antes de reservar a hospedagem e fazer as malas, confira abaixo as nossas sugestões de passeios.

1. Visitar o Centro Cultural Indígena Araribá

Além de suas belezas naturais, que fazem de Alter do Chão um dos destinos ecológicos mais procurados, o local tem ainda opções que unem lazer, cultura e memória.

As crianças e os membros mais idosos da família se encantarão com as atrações desse centro que reúne o maior acervo de objetos da arte indígena de toda a região norte brasileira. As peças artesanais são preparadas nas aldeias, sob encomenda. E você ainda pode comprar algumas delas para levar para casa!

Powered by Rock Convert

2. Experimentar a gastronomia local

Os pratos mais procurados pelos visitantes são os com peixes locais. Filhote, tucunaré, pirarucu e tambaqui estão entre os mais apreciados.

As frutas regionais, com sabores exóticos, cheiros fortes e cores características, são matéria-prima para sucos, sorvetes, bolos e pavês. Para quem quiser experimentar os pratos típicos da região, a dica é a maniçoba e o tacacá, versões de feijoada e sopa indígena, respectivamente.

Para quem prefere algo mais tradicional, a região tem uma grande variedade de restaurantes e lanchonetes, que oferecem desde pizza a pratos veganos. Entre os restaurantes que recomendamos estão Siriá, Arco Íris, Do italiano, Ty e o Restaurante Carauari, no Beloalter — todos bem avaliados pelos viajantes em sites como o Trip Advisor.

3. Conhecer a Igrejinha

A concentração do movimento em Alter do Chão, entre moradores e turistas, é maior na parte conhecida como centrinho, localizada na área da Praça 7 de Setembro. É nesse ponto que está localizada a clássica igrejinha, cercada por atrações para todos os gostos.

Há desde um coreto até lojas de artesanato, bares e barraquinhas de comida — com aquele clima de cidade do interior que todo mundo gosta e que é quase impossível de encontrar nas metrópoles.

A melhor época do ano para visitar o local é durante o “verão amazônico”, no período entre os meses de agosto e dezembro.

Que tal as nossas dicas de viagem para Alter do Chão, gostou? Se você acha que elas também podem ser úteis para seus amigos que pretendem conhecer a região, em passeios com a família completa, crianças e idosos, compartilhe este post em seus perfis, nas redes sociais!

Powered by Rock Convert
Deixe um comentário

Share This