O que fazer em Alter do Chão? Descubra 9 atrações imperdíveis!

Powered by Rock Convert
Praias de água doce, trilhas na floresta amazônica e festivais tradicionais: não falta o que fazer em Alter do Chão, o “Caribe Amazônico”. Esse paraíso é um distrito do município de Santarém, localizado no oeste do Pará, e que é a segunda maior cidade do estado.

Alter do Chão é resultado direto das belas águas esverdeadas do rio Tapajós e do regime climático da Amazônia, que divide o ano basicamente em duas estações: o inverno das cheias e o verão, bem mais seco e com uma forte redução do volume da água dos rios. É durante a vazante, de julho a fevereiro, que surgem várias praias de areias brancas banhadas pelo rio Tapajós e circundadas pela floresta.

Se você está pensando em conhecer essa vila, onde se encontra a praia que foi considerada uma das praias mais bonitas do mundo pelo jornal The Guardian e por milhares de turistas, confira abaixo uma lista com 9 das principais atrações para você saber desde já o que fazer em Alter do Chão!

1. Curta a Ilha do Amor

Esse é o mais famoso cartão-postal de Alter do Chão — a imagem que vem a cabeça da maioria das pessoas quando se fala nesse balneário amazônico. Não é de se estranhar, afinal, a combinação de areias brancas com águas claras e mornas conquista o coração de qualquer pessoa.

Além de linda, a Ilha do Amor é um passeio muito conveniente. Localizada bem em frente ao centro da vila de Alter do Chão, no auge do verão pode ser acessada a pé, atravessando o filete de água que separa a “ilha”  do “continente”. Ao chegar lá, não precisa pensar muito no que fazer: escolha um quiosque,  ajeite-se  nas cadeiras à beira da água e curta essa beleza única.

2. Conheça o Lago Verde

Esse é outro dos principais cenários de Alter do Chão. Em formato de um V, cujo vértice é a ponta de terra que o separa do rio Tapajós, as margens do Lago Verde contam com praias como a do Beloalter Hotel e dão acesso a muitas trilhas e passeios.Esse “lago”, na verdade, faz parte de um complexo lacustre fluvial, pois é alimentado também por nascentes próprias como os igarapés da Camarão e do Macaco.

Durante o dia, as embarcações turísticas atravessam o lago, levando os viajantes para conhecerem essas atrações ou simplesmente para apreciar a paisagem,  fotografar, assistir ao pôr do sol, ou simplesmente, deslizar sobre o espelho d’água.

3. Aprecie o pôr do sol na praia

Pôr do sol, aliás, é coisa séria na Amazônia. A localização na região mais equatorial do planeta torna o espetáculo ainda mais impressionante. Quando isso se junta à beleza das águas verdes do Tapajós e à imponência da floresta amazônica, torna-se uma experiência única!

Em Alter do Chão, esse espetáculo pode ser contemplado em várias de suas praias, especialmente na Ilha do Amor e na Ponta do Cururu — onde você ainda pode se surpreender com a presença dos botos, que costumam  aparecer no final do dia e chegam bem perto das embarcações.

4. Explore as praias da região

A Ilha do Amor pode ser a mais famosa e acessível, mas está longe de ser a única boa opção de praia na região. Na verdade, quando contamos nas redondezas do Lago Verde e as margens do Tapajós, são mais de 20. Entre elas, destacam-se as praias do Pindobal, do Muretá e do Cururu.

Nesse conjunto há praias para todos os gostos: das totalmente desertas, onde é preciso chegar e sair no mesmo dia, àquelas que se tornam verdadeiros points na alta temporada. Basta escolher o seu estilo, pegar o barco ou a trilha e partir.

Powered by Rock Convert

5. Descubra a delícia dos igarapés

Riachos de águas claras e transparentes, os igarapés concorrem de igual para igual com as praias na preferência dos moradores da região Norte. Em Alter do Chão há um grande número deles, com destaque para os do Caranazal e do Camarão —  localizados em áreas preservadas e de grande contato com a natureza. Outros igarapés, como Jamaraquá, que fica na FLONA  (Floresta Nacional do Tapajós) também disponibilizam banhos gelados e revigorantes.

6. Caminhe pela Serra da Piraoca

A serra na verdade é um monte, com 110 metros de altura, mas torna-se um verdadeiro mirante em uma região tão plana, de onde é possível observar toda a imensidão do rio Tapajós e da vila de Alter do Chão em uma visão simplesmente deslumbrante.

A trilha até a Serra da Piraoca começa na Ilha do Amor e leva cerca de uma hora para ser percorrida. É um percurso simples, mas é prudente fazer-se acompanhar de condutor do local, pois a subida é íngreme. Reserve uma quantia para isso (de 50 a 100 reais), dependendo da estação, pois as histórias e o que você vai aprender sobre a região valem o investimento.

7. Visite a Floresta Nacional do Tapajós

Essa unidade de conservação é controlada pelo Governo Federal por meio do Instituto Chico Mendes. Lá, é possível fazer trilhas pela floresta e conhecer a rica flora da região, que abriga  de árvores gigantes a plantas medicinais. Além disso, você pode conhecer todo o processo de extração do látex das seringueiras e aproveitar as praias e os igarapés, além de visitar comunidades indígenas — como a da etnia Munduruku.

A Flona do Tapajós é mundialmente conhecida pela riqueza da biodiversidade que guarda em seu territorio.

8. Admire a Festa do Sairé

Realizada em setembro, no terceiro final de semana, a festa é exemplo de sincretismo religioso, misturando a tradição cristã, ensinada pelos jesuítas, aos costumes da tribo indígena Borari, que vive há séculos no local.

Procissões, o tradicional levantamento dos mastros e o festival dos botos, com a disputa dos grupos folclóricos Boto Cor-de-Rosa e Boto Tucuxi estão entre as maiores atrações do evento. O Sairé é a maior festa de Alter do Chão e atrai grande número de visitantes do Brasil e do exterior.

9. Navegue pela Floresta Encantada

A época da cheia também tem atrações exclusivas! Com a subida do rio, é possível conhecer os igapós, passeando de barco pelo labirinto formado pelas águas. Parte das árvores é encoberta pelas águas, e quem vai até lá de barco pode observar de perto as copas das árvores, assim como as orquídeas e os animais que vivem nelas. Esse espetáculo é chamado pelos moradores de Floresta Encantada.

Todas essas atrações fazem parte de um dos destinos mais quentes do turismo brasileiro. A beleza de Alter do Chão e de toda a região de Santarém, como o encontro das águas do Amazonas e do Tapajós, já atrai milhares de pessoas do mundo inteiro para esse cenário, considerado um dos mais belos do mundo.

Se você curtiu nossas dicas do que fazer em Alter do Chão e se interessou em conhecer o “Caribe Amazônico”, o Beloalter Hotel pode ser uma excelente opção para sua estadia. Com área verde preservada e praia privativa, o Beloalter oferece ótima gastronomia e toda a infraestrutura e segurança. Entre em contato conosco, tire suas dúvidas e reserve o seu lugar nesse paraíso amazônico!

Powered by Rock Convert
Deixe um comentário

Share This