Lenda do boto-cor-de-rosa: conheça os detalhes

Powered by Rock Convert

A Amazônia é cheia de encantos. Mística, repleta de histórias e lendas que rodeiam famílias por anos e anos. Até hoje, por exemplo, existem contos nos quais os moradores da região Norte acreditam fielmente e continuam a passar de geração em geração. Esse é o caso da lenda do boto-cor-de-rosa, uma das mais conhecidas e populares nos estados nortistas.

Diz a lenda, que o boto-cor-de-rosa costuma ficar encantado nas noites de festa junina, e, dessa forma, deixa de ser boto e vira um homem elegante, alto e muito bonito. Esse jovem usa um chapéu para disfarçar seu rosto e encobrir um pouco o nariz grande. Ele costuma passear pelas festas e bailes para encantar e seduzir jovens mulheres.

E tem mais. Ficou curioso? Então continue a leitura e saiba tudo sobre a incrível lenda do boto-cor-de-rosa!

Principais características da lenda

Segundo os moradores da região Norte, a lenda do boto-cor-de-rosa tem como principal característica a cor da roupa e do chapéu do homem que o boto vira: é tudo branco. Além disso, ele só passeia durante a noite e, após seduzir a mulher desejada, desaparece na manhã seguinte para o fundo do rio, enquanto a moça logo aparece grávida.

Essa lenda era muito usada quando uma mulher aparecia grávida e a família poderia ficar chateada. Atualmente, isso virou mais lenda mesmo e é até motivo de risadas quando chega a época junina. O fato é que o boto-cor-de-rosa é ainda muito querido e respeitado pelos nativos da Amazônia e isso faz desse animal um dos mais conhecidos do mundo.

Powered by Rock Convert

Curiosidades sobre a lenda do boto-cor-de-rosa

Para muitos pescadores, o boto-cor-de-rosa é um animal sagrado e que traz sorte nos dias de pesca. Se visto durante a noite, por exemplo, ele ajuda os pescadores a conduzirem as embarcações em segurança,  protegendo-os durante tempestades e salvando os náufragos. Ou seja: a lenda do boto-cor-de-rosa vai muito além do homem galanteador.

Vale saber ainda que o nome científico desse animal é Inia geoffrensis, sendo conhecido ainda por outros nomes bem comuns na região, como boto-vermelho, costa-quadrada etc.

Se você vai viajar para o Norte, principalmente para os estados do Pará, Amazonas e Amapá, é muito interessante procurar conversar com os moradores para entender mais ainda dessa lenda, que faz parte do imaginário amazônico. Vale ressaltar que é uma ótima forma de envolver as crianças para que não tenham medo de conhecer de perto o animal.

Em regiões como  Santarém e Alter do Chão, por exemplo, é possível participar de passeios que tenham como foco conhecer o boto-cor-de-rosa de um jeito bem natural, com o animal livre em seu habitat. Assim fica ainda mais fácil se encantar com essa história lúdica e cheia de encantos.

Não deixe de perguntar o máximo que puder sobre a lenda do boto-cor-de-rosa e de trazer para casa um belo souvenir de um animalzinho como esse para ter sempre registrado na memória!

Gostou do post? Aproveite, assine a nossa newsletter e receba sempre em primeira mão no seu e-mail conteúdos interessantes como este!

Powered by Rock Convert
Deixe um comentário

Share This